"É nosso foco neste ano", diz Falcão sobre o título mundial







O final do próximo mês vai ser bastante especial para a Intelli/Orlândia. Pela primeira vez na história o clube vai disputar a Copa Intercontinental de futsal, o Mundial da modalidade. E com o início da competição cada vez mais próximo, os atletas do time paulista não escondem a ansiedade.

O pivô Sinoê é um dos atletas que frisam que a ambição da equipe orlandina na competição internacional é bem grande, principalmente pela estrutura do time. "A meta é ser campeão, pelo investimento que a gente tem, um investimento muito alto. Nós temos vários jogadores de Seleção Brasileira. O nosso objetivo é chegar lá e levar o título", disse o camisa 22.

Fazendo parte de um grupo complicado, que conta também com o Dínamo Moscou-RUS, atual vice-campeão europeu e considerado um dos times mais fortes do mundo, e com o não tão expressivo Glucosoral, da Guatemala, a expectativa do Orlândia é fazer uma campanha digna de um time que é o atual campeão da Liga Futsal.

Falcão, principal nome do elenco orlandino, faz questão de frisar que levantar o caneco internacional é o principal objetivo de seu time neste ano.

"É nosso foco principal neste ano: ser campeão do mundo. Se a gente for campeão do mundo, tudo passa a ser secundário", disse. "Então eu acho que nós, o Carlos Barbosa, o Dínamo Moscou e o ElPozo (Murcia), da Espanha, são as equipes com nível igual para vencer. Acho que, dessas quatro equipes, todas têm condições iguais", continuou o camisa 12, citando os outros postulantes ao título.

Porém, apesar do sonho, Falcão também sabe que a Intelli/Orlândia precisa se preparar bastante para a disputa da Copa Intercontinental: "A gente tem o Vinícius voltando de lesão, ele tem que voltar à forma física, eu mesmo venho de um período parado também, a gente vê que algumas situações não saem. Mas eu sei que, na hora do 'vamos ver', acontece. E eu acho que esse é o grande diferencial da nossa equipe".

Uma das principais novidades da próxima edição do Intercontinental é o fato de que ela será disputada nos Estados Unidos, país no qual o futsal ainda é um esporte novo. Assim, os jogadores do Orlândia esperam que o torneio ajude a aumentar a visibilidade da modalidade entre os norte-americanos.

"(O torneio) foi feito lá por isso mesmo, para divulgar mais nos EUA. Praticamente não tem futsal lá. A gente vai jogar e tentar divulgar mais o esporte em todo o mundo", observou Sinoê.

A Copa Intercontinental será realizada entre os dias 27 e 30 de junho, na cidade de Greenboro, nos EUA. O Grupo 1 é formado por Boca Juniors-ARG, ElPozo Murcia-ESP e Carlos Barbosa, bicampeão mundial. Já a chave 2 tem Intelli/Orlândia, Dinamo Moscou-RUS e Glucosoral-GUA.

No dia 27 de junho, o torneio será aberto com as partidas entre Carlos Barbosa e Boca Juniors e Intelli/Orlândia e Glucosoral. Os primeiros colocados do grupo vão à final, que será realizada em 30 de junho, mesmo dia das disputas do terceiro e quinto lugares.




Comente:

Tecnologia do Blogger.